Carregando...

Como Calcular o Décimo Terceiro? Veja como Calcular do Modo Certo

Publicidade

A princípio, com o fim do ano chegando, todos os trabalhadores amparados pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) possuem direito ao 13º salário. Dessa forma, também conhecido como gratificação natalina, é um valor geralmente usado para custear os gastos de Natal e ano novo. Sendo assim, confira como calcular o décimo terceiro da forma certa!

Primeiramente, o 13º salário é uma bonificação natalina obrigatória, assegurada a todos os trabalhadores contratados sob o regime CLT. Sendo assim, o valor é dividido em duas parcelas, que variam de valor e data de pagamento. Dessa forma, a primeira, conta com pagamento entre fevereiro e novembro de cada ano. Por outro lado, a segunda ocorre até o dia 20 de dezembro do ano vigente. 

Então, como o valor é aguardado o ano inteiro pelos trabalhadores, o cálculo correto do 13º salário é fundamental para aproveitar as festas. Além disso, ele também pode ser proporcional, dependendo do período que o trabalhador está na empresa. Sendo assim, confira abaixo como calcular em cada tipo de benefício.

Publicidade
Como Calcular o Décimo Terceiro? Veja como Calcular do Modo Certo
13° salário (Imagem: Google)

Como calcular o valor do 13º salário proporcional?

Primeiramente, o 13º salário proporcional é destinado a funcionários que estejam trabalhando há menos de um ano. Dessa forma, como o próprio nome indica, ele é um valor proporcional ao valor bruto do benefício. Então, confira como ele é calculado:

Então, imagine que você ganha R$7.200,00 por mês, sendo que trabalha na empresa há nove meses. Sendo assim, neste caso, o cálculo ficará:

Sendo assim, neste cenário, você receberá R$5.400,00 de 13º salário proporcional. 

Publicidade

Como calcular o valor da 1º parcela do 13º salário?

Primeiramente, como mencionado, a primeira parcela deverá ser paga até o dia 20 de novembro de cada ano. Então, neste caso, o cálculo é bem simples: basta utilizar metade do último salário bruto recebido.

No cenário acima, o salário é de R$7.200,00, portanto, o valor da primeira parcela será de R$3.600,00 (7.200/2).

Como calcular a segunda parcela do 13º salário?

Primeiramente, é necessário pontuar que a segunda parcela do benefício deverá ser paga até o dia 20 de dezembro de cada ano vigente. Diferente da primeira parcela, a segunda incide nos descontos de IRRF e INSS, portanto, o valor acaba sendo diferente da primeira.

Então, neste caso, é necessário calcular o valor a partir da tabela IRRF. Sendo assim, confira os valores atualizados para 2022:

Tabela IRRF
DeAtéAlíquotaDedução do IRRF
R$0R$ 1.903,9800
R$1.903,99R$2.826,657,50%142,80
R$2.826,66R$3.751,0515%354,80
R$3.751,06R$4.664,6822,50%363,13
R$4.644,6927,50%869,36

Por outro lado, temos o desconto do INSS sobre o salário bruto, que também conta com sua própria tabela. Assim, confira os valores de 2022:

Tabela INSS
DeAtéAlíquotaDedução do INSS
R$0R$1.212,007,5%0
R$1.212,012R$2.427,359%18,18
R$2.427,36R$3.641,0312%91,00
R$3.641,04R$7.087,2214%163,82

Além disso, na segunda parcela do 13º salário, também existe a dedução por número de dependentes, no valor de R$189,59.

Dessa maneira, para calcular os descontos, basta usar o último salário bruto recebido – no caso do mês de novembro  e deduzir.

Então, neste cenário, como o funcionário recebe R$7.200, com os descontos de R$869,36 (IRRF) e R$163,82 (INSS), o valor da parcela será de R$6.166,82.

Por fim, é aconselhável o uso de uma calculadora online para saber o valor das parcelas do 13o salário. Então, para isso, clique aqui

Publicidade