Carregando...

Conheça a História do Chocolate

Publicidade

Primeiro, é importante saber que a história do chocolate começou há 4.000 anos atrás na antiga Mesoamérica, México atualmente. Sendo assim, foi nesse país que as primeiras plantações de cacau foram vistas. Além disso, os olmecas, uma das civilizações pioneiras da América Latina, transformaram o cacau em chocolate primeiro. No entanto, eles costumavam tomar o chocolate apenas em rituais ou utilizavam como remédios. Quer saber mais? Conheça a história do chocolate.

Posteriormente, após alguns séculos, os maias passaram a chamar o chocolate de bebida dos deuses. Portanto, diferente dos dias atuais, nessa época o chocolate se tratava de uma bebida feita com cacau torrado, fubá, água e pimenta. Além disso, os maias reverenciavam a bebida e ela era feita sendo passada de uma panela para outra, se tornando uma mistura espumosa e espessa.

Além do mais, no século 15, os grãos de cacau eram usados como moedas pelos astecas. Pois, para eles, o chocolate era visto como um presente do deus Quetzalcoatl. Do mesmo modo que costumavam beber como uma bebida refrescante e afrodisíaca, ou também era usada na preparação da guerra.

Publicidade
Conheça a História do Chocolate
Chocolates (Imagem: Google)

Conheça a história do chocolate na Espanha

Primeiro, é válido lembrar que até os dias de hoje a chegada do chocolate à Espanha é incerta. Mas, segundo algumas histórias contadas, acredita-se que o chocolate foi levado pelo explorador Hernán Cortés até a sua terra natal no ano de 1528.

Além disso, muitos dizem que Cortés descobriu o chocolate enquanto fazia uma expedição às Américas. No entanto, essa descoberta foi totalmente por acaso, já que ele estava em busca da realidade ouro e riquezas. Mas, acabou encontrando uma xícara de cacau oferecida a ele pelo imperador asteca.

Desse modo, ao retornar para casa, Cortés apresentou então aos espanhóis as sementes do cacau. Com isso, em pouco tempo, o chocolate se tornou bastante popular entre ricos, além dos monges que bebiam para ajudar em práticas religiosas. Atualmente, o chocolate ainda é servido como bebida na Espanha, no entanto, passou a ser misturado com açúcar e mel para retirar o sabor amargo natural, adoçando a mistura. 

Publicidade

O chocolate na Europa

Desse modo, os espanhóis conseguiram manter o chocolate só para eles por muito tempo. Pois, passaram-se quase um século até que ele chegasse à França e depois se espalhasse por toda Europa. Por lá, a bebida também passou a ser sucesso e todos queriam provar.

Portanto, no ano de 1615, o rei francês Luís XIII e a filha do rei espanhol Filipi III, chamada Ana da Áustria, casaram-se. Com isso, ela levou para a celebração de seu casamento, algumas amostras da bebida de chocolate para as cortes reais da França. Obviamente, a bebida fez muito sucesso e logo começou a se expandir para todos os franceses.

Sendo assim, após se espalhar e ficar bastante famoso na França, o chocolate logo surgiu na Grã-Bretanha em algumas “casas de chocolate” especiais. Desse modo, enquanto a tendência se ampliava por toda Europa, algums nações começaram a fazer suas próprias plantações de cacau, se espalhando também em diversos países ao longo do equador.

O chocolate revolucionou o mundo

Então, a expansão da popularidade do chocolate continuou, pois, a bebida continuou bastante popular em toda a aristocracia europeia. Além disso, o chocolate era bastante consumido pela realeza e as classes altas por possuir inúmeros benefícios à saúde.

No entanto, nessa época o chocolate ainda era feito de maneira artesanal, ou seja, a produção era lenta. Mas, em 1828, foi inventada a prensa de chocolate e houve uma grande revolução na fabricação do mesmo. Com isso, deu-se início a produção do chocolate em barra. Da qual, conhecemos até hoje, mas, claro que ao longo do tempo alterações foram feitas e o chocolate passou a ser mais sofisticado e ter vários tipos diferentes.

Publicidade