Carregando...

Veja como ser parceiro do iFood

Publicidade

Atualmente, ter um restaurante, bistrô, lanchonete ou qualquer outro lugar que venda comida tem sido um dos negócios mais rentáveis do Brasil. Para isso, muitos destes lugares contam com o iFood, que é a maior empresa de food tech da América Latina. Por isso, se você quer lucrar mais com as suas vendas, veja como ser parceiro do iFood!

Em geral, ligar para uma pizzaria e pedir uma pizza foi tradição mundial por muitos anos. Mas, atualmente, você pode fazer isso com poucos toques, é só instalar o iFood no seu celular. Além disso, você consegue ter acesso a menus e cardápios variados, fazendo uma comparação rápida do melhor lugar para comer.

Por isso, se você abriu o seu negócio e deseja divulgar e ampliar o seu serviço, um dos grandes benefícios de se cadastrar no iFood é expor o que você vende para milhares de pessoas, logo, você alcança novos públicos e vende muito mais! Sendo assim, veja como ser parceiro do iFood e lucrar muito mais com o seu negócio!

Publicidade
Veja como ser parceiro do iFood
Ifood (Imagem: Google)

Veja como ser parceiro do iFood

Para começar a ser parceiro do iFood, é necessário que você acesse o site da plataforma e confira todas as condições de cadastro. Inclusive, é indicado que você entenda bem como funcionam os serviços da plataforma, para evitar qualquer problema após fechar contrato com eles.

Em seguida, você deverá selecionar a opção “Cadastre seu Restaurante” e ver em qual opção o seu negócio se enquadra mais. Nesta parte, temos que ter cuidado na hora de conferir bem as informações, pois a partir delas podemos conhecer os nossos concorrentes e como anda o cenário de vendas na nossa região.

Em seguida, preencha o formulário que está num dos links da página. Nesta parte, tenha em mente todas as informações sobre o seu negócio e qual é o ramo que ele atua, para que o iFood ofereça as melhores condições para parceria e condições especiais para o solicitante.

Publicidade

Como ser parceiro do iFood?

Na próxima , temos a parte de preenchimento dos dados requisitados. Sendo assim, são informados específicos do estabelecimento, que servirão para o iFood analisar se irão ou não afetar o negócio. Por isso, preencha com informações precisas e legíveis sobre o seu empreendimento, pois qualquer erro pode ser crucial para ter o seu pedido negado pelo iFood.

Depois, é necessário que você escolha o plano que  seu negócio irá utilizar. A taxa mais barata é no valor de R$100, porém, não conta com entregador. Além da mensalidade, que existe nos dois planos, o iFood ainda cobra uma taxa sobre cada pedido, além de cobrança por pagamento em cartão de crédito. Sendo assim, escolha o plano mais viável para o seu negócio, especialmente se você for um comerciante iniciante no setor alimentício.

Na última etapa, é necessário que você baixe o Gestor de Pedidos iFood ou escolha a integração com o Consumer, para utilizar o iFood na maior parte dos sistemas. Entretanto, no Consumer, é possível gerenciar todos os pedidos em um só lugar, onde não é necessário instalar o gestor de pedidos iFood. Em geral, o Consumer não atende só os pedidos que vem pelo iFood, mas também outras solicitações das formas de delivery que você utilizar, tudo isso em apenas um lugar.

Finalmente, podemos dizer que o iFood é uma das melhores maneiras de conseguir gerir um estabelecimento nos dias atuais. Isso porque, a partir dele, você consegue gerenciar pedidos e pagamentos, tudo de maneira simples e prática, além de contar com uma assistência especial para dúvidas ou qualquer problema que possa ocorrer.

Publicidade