Carregando...

Saiba Quando Será os Pagamentos PIS/PASEP 2022

Publicidade

Antes de mais nada, saiba que a seguir você terá algumas informações de como funciona e saiba quando será os pagamentos do PIS/PASEP 2022. Primeiro, é válido ressaltar que o benefício tem a função de um salário extra para assalariados. Normalmente, o pagamento é feito apenas no segundo semestre do ano, mas começou a ser pago em fevereiro no ano de 2022.

Além disso, geralmente, os trabalhadores esperam ansiosamente por esse abono, pois, se tratando de uma renda extra, é possível fazer gastos fora do orçamento. Além do mais, muitos trabalhadores relatam que usarão esse dinheiro para sanar dívidas pendentes.

No entanto, por vezes, benefícios como esse costuma ter processos muito burocráticos. Isso faz como que muitos que possuem direito ao benefício, desista de recebe-lo. Inclusive, mais de 500 mil pessoas ainda não sacaram o seu abono salarial, mesmo tendo direito. Por isso, veja a seguir maiores informações para que você saiba quando será os pagamentos do PIS/PASEP 2022, para saber se tem ou não direito ao abono salarial.

Publicidade
Saiba Quando Será os Pagamentos PIS/PASEP 2022
PIS/PASEP carteira de trabalho (Imagem: Google)

O que você deve saber sobre o pagamento

Primeiramente, para poder receber o pagamento do PIS/PASEP 2022, você precisará ter trabalhado por ao menos 30 dias no ano anterior ao pagamento, exercendo alguma atividade remunerada. Portanto, essa é a regra primordial a ser seguida para conseguir a aprovação do benefício.

Além disso, também é preciso para ter o direito aprovado, ter recebido em carteira assinada até 2 salários mínimos por mês. O beneficiado também precisa ter cadastro atualizado no PIS/PASEP há 5 anos pelo menos. Além do mais, seus dados na Relação Anual de Informações, devem estar atualizados. Além do mais, você pode sacar seu abono em qualquer casa lotérica, Caixa Aqui e Econômica.

Agora, os beneficiários do PASEP poderão receber o pagamento apenas no Banco do Brasil. Mas, caso você não tenha conta ativa em nenhum dos bancos, basta sacar com cartão cidadão em caixas eletrônicos em qualquer lugar. Já para aqueles que também não possuem cartão, o saque deverá ser feito em bancos da caixa com documentos em mãos.

Publicidade

Consulte o seu direito ao PIS/PASEP

Agora, caso não tenha certeza se está ou não apto a receber o benefício, basta fazer uma breve consulta no aplicativo ou site “Meu INSS”. Para isso, após baixar o aplicativo basta fazer login usando o seu CPF. Posteriormente, vá em “Benefícios”, lá poderá ver se receberá ou não.

Além disso, através do site da caixa econômica, do aplicativo “Caixa Trabalhador ou telefone 0800-726-0207, você poderá ter mais informações. Caso esteja em dúvida do que precisa fazer para ter direito ao PIS, basta consultar esses canais e obter informações oficiais.

Agora, para quem deseja obter informações sobre o recebimento do PASEP, é só consultar no site “Consulte seu PASEP”. Ou também, é possível ligar para o número 0800 729 0001 para ter maiores explicações. Essa também é uma opção para quem não tem muito manejo com a internet.

Leia Mais +

Não deixe de olhar o calendário para pagamentos

Em suma, caso tenha certeza da aprovação do seu benefício, então, agora é o momento de saber a data em que ocorrerá. Para isso, você precisará ter acesso ao calendário de pagamentos do PIS/PASEP. Deste modo, para os beneficiários do PIS, a ordem de pagamento será pelo mês de nascimento. Ou seja, cada mês corresponde a uma data.

Por outro lado, os beneficiários com direito ao PASEP a ordem de pagamento será diferente. Para eles, o pagamento é de acordo com o final do número de cada inscrição. Ou seja, cada número final da inscrição corresponderá a uma data, todas descritas no calendário de pagamentos.

Em 2022 o pagamento está sendo feito ainda é em relação aos dias trabalhados em 2020. Deste modo, o cálculo de quanto irá receber será baseado nos dias que trabalhou em 2020. Por exemplo, se você trabalhou 1 mês, terá direito a R$ 101,00, logo, em 12 meses, terá direito ao valor de 1 salário mínimo.

Publicidade